segunda-feira, 4 de abril de 2011

Sou o Número Quatro, Pittacus Lore



Título Original: I Am Number Four
Autoria: Pittacus Lore
Editora: Editorial Presença
Coleccção: Noites Claras, N.º 10
Nº. Páginas: 413
Tradução: Rita Figueiredo


Sinopse:

‹‹No início éramos um grupo de nove.
Três desapareceram, estão mortos.
Agora sobramos seis.
Eles estão a perseguir-nos e não vão parar até nos terem matado a todos.
Eu sou o Número Quatro.
Sei que sou o próximo.››

Numa pequena cidade no estado de Ohio, John Smith, de quinze anos, encontra pela primeira vez um verdadeiro amigo e uma rapariga por quem sente algo especial. Mas aquilo que é fonte de satisfação para qualquer adolescente típico pode revelar-se um desastre neste caso. É que John é um dos nove jovens que conseguiram abandonar o planeta Lorien antes de este ter sido destruído pelos Mogadorianos e, por esta razão, tem andado escondido toda a sua vida, mudando de identidade e de localização ao menor sinal de perigo. Agora John quer parar de fugir e enfrentar o seu destino. Os seus Legados — poderes extraordinários que lhe permitirão lutar contra os adversários — começam a manifestar-se e John tem todos os motivos do mundo para querer ficar e ter enfim uma vida normal. Mas estará ele à altura do desafio que se avizinha? E não será o preço a pagar demasiado alto? Sou o Número Quatro é um livro repleto de aventura, romance e acção cuja adaptação ao grande ecrã estreia em 2011.


Opinião:

Uma sinopse que promete uma história que facilmente suscita interesse e curiosidade. Uma aventura em pleno fantástico mundo terrestre com influências de um planeta distante e altamente avançado. Sou o Número Quatro trata-se de um romance mágico juvenil que o leitor tem dificuldade em largar. Embora retrate uma história que, na sua premissa base, não apresenta grandes novidades para um público atento a este género literário, a verdade é que todo o conceito extraterrestre, desde as descrições do inimigo aos poderes e excentricidades dos habitantes de Lorien, é inovador e aliciante. Com uma linguagem fácil e muito visual, Pittacus Lore apresenta um relato afincadamente aventureiro na pele de um dos nove jovens escolhidos para lutar tanto pela sobrevivência humana como pela reconstrução de Lorien.

Daniel Jones corre perigo. Agora que o Número Três foi morto, Daniel não tem quaisquer dúvidas de que será o próximo. Por isso, e juntamente com o seu guardião Henri, decide fugir e embrenhar-se numa nova cidade e numa nova escola... outra vez. Assim, Daniel Jones morre e dá lugar a John Smith, um jovem de quinze anos aparentemente normal, forçado a mudar de residência devido à profissão do pai. E é em Paradise, no Ohio, que John acaba não só por desenvolver as suas capacidades especiais como, e de uma forma algo atribulada, por encontrar a verdadeira amizade e amor. Sentindo-se finalmente em casa, é com forte determinação que se recusa a continuar a fugir quando fica bastante claro que o inimigo está muito próximo. E é desse modo que, e sem escapatória possível, John se deixa absorver numa teia de conspirações, intrigas e perigo. A morte é quase certa mas o medo e a adrenalina são capazes de gerar o mais puro dos sentimentos – a esperança, e enquanto houver esperança, há sempre uma possibilidade de se sair vitorioso. No entanto, terá John a força necessária para sobreviver? E para salvar todos aqueles que tanto lhe são importantes?
Esta, é uma leitura criativa e viciante, sem dúvida. A personagem principal é corajosa e destemida, ainda que por vezes algo tímida e recatada, mas o seu constante crescimento psicológico e físico facilmente prendem o leitor à trama. No entanto, e apesar de todo o leque de personagens ser variado e interessante, não são, de todo, o ponto forte do livro. Este reside claramente nas particularidades que o autor apresenta de tudo o que esteja relacionado com os Lorianos e Mogadorianos – os poderes, os artefactos, as descrições físicas e as lembranças de uma guerra e morte que devastaram um planeta de beleza incrível – e são esses pontos únicos e diferentes que verdadeiramente cativam o leitor a prosseguir na leitura e, mais, a desejar intensamente a publicação do volume seguinte. É óbvio que muito ficou por contar, por descobrir, e esse impulso é a evidência de que uma aventura ainda mais deslumbrante e intensa está por vir. Porém, tenho um aspecto negativo a apontar – confesso que estava à espera de uma batalha final, por assim dizer, muito mais activa e veloz, com descrições sucintas e recheadas de acção. Infelizmente, não foi esse o caso. Acabei por gostar mais do filme, nesse aspecto, do que do livro, o que é pena. Contudo, acredito que seja um ponto negativo que rapidamente seja superado com a continuação da série. Pelo menos assim o espero.

Sou o Número Quatro foi uma leitura que me agradou e motivou, principalmente por todas as diferenças substanciais encontradas em relação ao filme. Penso que, em termos de pormenores importantes, o filme falha mais abertamente, sendo assim o livro muito mais emocionante e apelativo. Gostei da história e acredito tratar-se de uma viagem alucinante e altamente insaciável, dirigida a um público mais jovem. No entanto, é um livro que certamente também irá agradar a um leitor que procure uma história mais leve e divertida, com emoções fortes e momentâneas, em que possa deixar a mente vaguear por mundos inalcançáveis e imaginários.
Gostei e recomenda-se tanto o livro como o filme (actualmente nos cinemas).

6 comentários:

danielaflapves1 disse...

Olá,

Antes de mais que dizer que adoro o blog e vou sempre em busca das tuas opiniões sobre os livros e filmes.
Relativamente ao filme "Eu sou o número quatro" já vi e confesso que gostei.
Não li o livro mas estou a pensar comprar pois tem sempre outros detalhes que o filme não consegue passar.
Sabes se vai existir um 2º livro em Portugal? Se sim quando? (sei que é uma série de 6 livros, mas como o filme parece que não teve o seucesso previsto, não consigo encontrar mais informação)

Obrigada,
Daniela

Pedacinho Literário disse...

Olá, Daniela

Respondi-te por e-mail. Dá lá um saltinho. :)

Ana Santos disse...

Olá e muitos parabéns pelo vosso blog!
Eu já li o lirvo "Eu Sou o número quatro", mas não sei quando sai o próximo.
Sabe quando sai?? Ficaria muito agradecida
Obrigado,
Ana Santos
P.S. Se quiser dar uma vista de olhos pelo meu blog:http://devorarlivros.blogspot.com/

Pedacinho Literário disse...

Olá, Ana :)

Antes de mais, muito obrigado pelo feedback positivo em relação ao meu espaço. É sempre muito importante receber este tipo de comentários. :)
Em relação ao livro, ainda não existe uma data portuguesa de lançamento. Quando esta for dada, encontrará a informação aqui no blogue... até lá, é aguardar ansiosamente!

Vou espreitar o seu cantinho.

Obrigada pela visita :)

Ana Santos disse...

Olá, muito obrigado por me responder. Aguardarei anciosamente.
Beijinhos,
Ana Santos

Micaelis Martin disse...

Olá, gostei muito do livro e do filme mas fiquei desiludido com o filme por não ter sido fiel ao livro. O segundo livro vai sair nos E.U.A. no dia 23 de Agosto, e já saiu um livro extra chamado "I Am Number Four: The Lost Files: Six's Legacy" ainda não saiu em Portugal. Podem ver mais em: http://iamnumberfourfans.com/ lá tem vários conteudos, actividades, noticias e etc.
Cumprimentos

2009 Pedacinho Literário. All Rights Reserved.