terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Anjo Mecânico, Cassandra Clare



Título Original: Clockwork Angel
Autoria: Cassandra Clare
Editora: Planeta Manuscrito
Nº. Páginas: 385
Tradução: Inês Castro


Sinopse:

Quando Tessa Gray, uma jovem de dezasseis anos, atravessa o oceano para se reunir ao irmão, o seu destino é a Inglaterra do reinado da Rainha Vitória e aventuras aterrorizantes aguardam-na no Mundo-à-Parte de Londres, onde vampiros, bruxos e outras personagens sobrenaturais palmilham as ruas iluminadas a gás. Apenas os Caçadores de Sombras, guerreiros que se dedicam a livrar o mundo de demónios, conseguem manter a ordem no caos.
Raptada pelas misteriosas Irmãs Escuras, membros de uma organização secreta chamada Clube Pandemonium, Tessa fica a saber que também pertence ao Mundo-à-Parte e que possui uma habilidade rara: o poder de se transformar, quando quer, noutra pessoa. Além disso, o Magister, a figura misteriosa que dirige o clube, tudo fará para reclamar o poder de Tessa para si.
Sem amigos e perseguida, Tessa refugia-se junto dos Caçadores de Sombras do Instituto de Londres, que lhe juram encontrar o irmão se usar o seu poder para os ajudar. Em breve se sente fascinada, e dividida, entre dois amigos: James, cuja beleza frágil esconde um segredo mortal, e Will, um rapaz de olhos azuis, cujo humor cáustico e temperamento volúvel mantêm toda a gente à distância... ou seja, todos menos Tessa. Enquanto a investigação os vai arrastando para o âmago de uma conspiração tenebrosa que ameaça destruir os Caçadores de Sombras, Tessa percebe que poderá ter de escolher entre salvar o irmão e ajudar os seus novos amigos a salvar o mundo... e que o amor pode ser a magia mais perigosa de todas.


Opinião:

Numa época em que a fantasia urbana reinante remete grande parte dos seus súbditos para um mundo de romance proibido entre dois jovens de espécies contraditórias, é com livros como Anjo Mecânico que os gostos das massas sequiosas por algo mais é verdadeiramente satisfeito. Embora Cassandra Clare apresente, com o seu mais recente trabalho, um mundo complexo, extremamente bem estruturado e pensado até aos mais pequeno detalhe, a leveza que a própria narrativa flui é fantástica para um leitor distraído que não se importe de ver as horas passar num ápice enquanto se encontra agarrado a uma história viciante e intricadamente empolgante. Foi exactamente o que me aconteceu.

Theresa Gray tem dezasseis anos e é americana. William Herondale, dezassete anos, galês de gema, é um Caçador de Sombras destemido e assombroso. James Carstairs, estrangeiro, sofre de um mal mortal e misterioso mas nem isso afasta a sua coragem e o seu companheirismo para com William, seu parceiro Caçador de Sombras. O que estas três personagens têm em comum é o facto de todos eles serem órfãos, sofrerem internamente e, a princípio, desconhecerem a forte ligação que será construída bem no seu centro, indo muito para além da fugaz e rápida amizade. O que os distingue são os objectivos e, principalmente, as personalidades de cada um. No entanto, juntos, são imparáveis.
Tessa só anseia pelo momento em que terá o seu irmão, Nathaniel, de volta. Sozinha no mundo, é em Nate que deposita toda a sua confiança e amor, e quando descobre a peculiaridade que lhe corre nas veias e o motivo pelo qual o irmão corre perigo de vida, nada a parará até o reencontrar. Will, como Caçador de Sombras, vê a sua vida devota ao cumprimento das regras, dos Acordos e da Aliança. Quando uma ameaça se abate no Instituto de Londres, a casa dos Caçadores de Sombras, a sua faceta vingativa, destruidora e invencível sobe ao de cima e ninguém será capaz de o parar. Fora isso, nos momentos mornos, desfruta da companhia de James, a única pessoa pela qual francamente exerce algum tipo de simpatia e preocupação, e aproveita o que de melhor a vida tem para oferecer: mentiras, vícios e longos passeios solitários. No entanto, um segredo e um passado tenebroso é-lhe facilmente visível no rosto e embora esse mistério não seja, de todo, desvendado, tenho a certeza de que será algo que dará muito que falar nos próximos volumes. Por fim, Jem, sofredor de uma doença que não consegue controlar, é a sua fragilidade, cavalheirismo e atitude correcta que, de alguma forma, acalma e contrabalança o furacão Will. Embora seja veloz, ágil com as armas e um Caçador de Sombras guerreiro, é a sua aparência prateada diferente e todo o secretismo que o rodeia que faz, automaticamente, despertar uma simpatia muito forte no leitor.

Acima de tudo, acredito que Anjo Mecânico é uma história acerca destes três personagens e das suas relações tanto com o mundo normal como com o Mundo-à-Parte e as suas próprias descendências. Apesar de ser um livro recheado de acção, com surpresas empolgantes e reviravoltas inesperadas, são as personagens que verdadeiramente fazem este livro; Tessa com a sua atitude típica de jovem mulher do século XIX, Will, o rebelde e atraente Caçador de Sombras e Jem, o seu sereno e agradável companheiro. Também em destaque, temos todo um universo cuidadosamente criado, com descrições perfeitas da época vitoriana londrina e dos seus costumes, cenas de acção de tirar o fôlego, pitadas de romance enigmáticas, invenções mecânicas de arregalar os olhos, perigos e aventuras constantes, explicações celestiais em armas, símbolos, runas e encantamentos, e criaturas capazes de eriçar os pêlos da nuca. Com bruxos, seres efémeros, vampiros e fadas, Anjo Mecânico é um livro que reúne todos os ingredientes essenciais para proporcionar uma ávida leitura e um vício difícil de ignorar. Cassandra Clare veio, uma vez mais, provar o seu talento. Com belíssimos momentos de descrição, diálogos inteligentes misturados com poesia e romances antigos, e um humor sempre presente, este é um livro a não perder. Adorei o mundo criado por Clare e posso dizer que me apaixonei perdidamente pelas suas personagens. Uma narrativa que me deu um imenso prazer ler e uma escritora que, sem sombra de dúvida, passou a ser uma das minhas favoritas.
Gostei mesmo muito deste livro e recomendo-o sem rodeios. 

9 comentários:

Caah disse...

Eu adorei a sinopse e a sua opinião, muito bem fundamentada. Também já falei deste livro no meu blog e é com grande entusiasmo que espero poder comprá-lo para saborear a sua riqueza literária e a sua história surpreendente.
Beijinhos!

Elphaba J. disse...

Estou doida para ler este, tu sabes... Ai vida!

Mariana disse...

Olá :)
Li este livro a menos que uma semana e só tenho a dizer ADOREI!
Concordo contigo em tudo. Cassandra Clare deixa-nos sempre à espera de mais :D
Já li "A Cidade dos Ossos" e os seus seguintes e a cada livro que leio fico ainda mais empolgada sobre a história sempre à espera de mais e mais, o que vai acontecer a seguir, como é que eles vão resolver agora as coisas...
Os livros fazem-nos sonhar sem dúvida alguma :)
Beijinhos

Juanitah Nunes disse...

detesto ser a desmancha-prazeres.. eu adoro Cassandra Clare.. sou doidinha pelos Caçadores de Sombras (ai aquele Jace x)) .. mas quanto 'a prequela.. ai ai.. ficou muito a desejar... o Will não passa de um Jace exagerado .. a Tessa não tem gracinha... a Jessamine não tem assunto .. adoro o Jem.. esse sim.. mas como a Cassandra ja' disse que ira' matar uma personagem principal tanto na prequela como nos caçadores de sombras, penso que seja o Jem a morrer visto que se encontra doente :/

Pedacinho Literário disse...

Este foi o primeiro livro que li da Clare ... Talvez por isso tenha gostado tanto. Quero ver se me debruço sobre os outros três porque estou a ver que o próximo está para breve... :)

Pedacinho Literário disse...

Ah!, e espero que não seja o Jem a morrer. Gostei tanto dele!!! Hmmm... acho que seria algo previsivel, não? Visto estar doente ... Espero que ela nos surpreenda!

Juanitah Nunes disse...

aiii eu também adoro o Jem miga.. mas penso que possa ser a morte dele que faça com que a Tessa e Will se entendam.
Miga o quarto volume dos caçadores de sombra sera' lançado em portugal apenas no final do ano :( mas tenho o pdf dele em inglês caso o queiras :P mas lê esta saga, a sério.. vais amar o Jace.. aliás.. para o desafio literário.. na categoria de demónios lê o cidade dos ossos ;)

Maria_queenfire disse...

Já vi que sim! e que gostaste.
Ando muito curiosa com esta história e não sei se hei-de ler ou não! xD

Pedacinho Literário disse...

Lê, QueenFire, eu gosto imenso. xD

2009 Pedacinho Literário. All Rights Reserved.