quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Liga-me, Sarah Mlynowski



Título Original: Gimme a Call
Autoria: Sarah Mlynowski
Editora: Chá das Cinco
Nº. Páginas: 233
Tradução: Susana Martins


Sinopse:

Devi desperdiçou três anos da sua vida a namorar com Bryan – o bonito, adorável e pulha do Bryan. Devi afastou-se dos amigos, desleixou-se nos estudos, não se juntou a clubes… e como o Bryan acabou com ela mesmo antes do baile de finalistas, não lhe sobrou nada. Nem mesmo um telemóvel – deixou cair o seu numa fonte. Agora só liga para um número… o seu! E quem atende é ela própria… três anos mais nova!
Mal recupera do choque e convence a sua versão mais nova de que não está doida, Devi apercebe-se que tem uma oportunidade de ouro. Pode dizer ao seu “eu” mais jovem todas as coisas certas a fazer… porque ela própria já fez todas as erradas! Se a jovem Devi aceitar os seus conselhos, pode manter os amigos, candidatar-se a uma boa universidade, tornar-se uma estrela, e mais importante, poupar-se ai desgosto amoroso de Bryan!
Mas a Devi de 14 anos já não tem tantas certezas. Ela gosta de Bryan. É feliz. Mas a quem melhor dar ouvidos do que ao seu futuro “eu”?


Opinião:

Para mim, Liga-me é daqueles livros que apresenta uma sinopse quase impossível de resistir! Assim que tive conhecimento do lançamento deste livro, apaixonei-me perdidamente por ele, e uma coisa é certa, adorei esta leitura!

Devi é uma rapariga de dezoito anos, desgostosa pelo rumo que a sua vida amorosa (ou a recente falta dela) sofreu. Por isso, numa ida ao centro comercial, pensa para si o quanto gostaria de alterar as suas decisões do passado, o quanto daria por uma oportunidade de voltar atrás três anos e meio ou então, de alguma forma, conseguir transmitir todos os caminhos correctos a percorrer à sua “eu” mais nova. Quando, a meio de uma mensagem de voz, o seu telemóvel cai numa fonte dos desejos, e ela finalmente o recupera, o resultado é estrondoso: não só ficou com o telemóvel imobilizado como, ao mesmo tempo, o único número que consegue marcar é o seu! E para melhorar, apercebe-se de que o destinatário dessa chamada não só é ela própria como, é ela própria três anos e meio mais nova!

Uma leitura mais que frenética e impulsiva. Um livro que prende logo desde as primeiras páginas, levando o leitor numa aventura extremamente divertida, com muitas gargalhadas pelo meio, através de um presente em constante transformação e um passado que luta por alguma independência.
A mais velha Devi Banks é simplesmente uma força da natureza. Incrivelmente fácil para o leitor, as emoções que esta personagem transmite são tão reais e tão próximas que facilmente nos conseguimos identificar nelas. Quando à jovem Devi Banks, uma personagem fascinante, ficamos a conhecer um lado mais humano mas, ao mesmo tempo, um pouco mais juvenil e inocente. Achei que as duas protagonistas (ou devo dizer, uma só?) se complementavam uma a outra, mostrando uma só pessoa forte e destemida. Acima de tudo, encontrei neste romance um apelo ao “abrir os olhos”, porque antes de se tratar de uma história de ficção, é uma narrativa que nos faz pensar em todos os erros que cometemos no passado e que nos ensina não só a ponderar um pouco nas nossas decisões mas também a não nos preocuparmos assim tanto com o futuro e a vivermos um dia de cada vez.

Com personagens bonitas, uma trama divertida e situações deslumbrantes, este é um livro que devia de ser lido por toda a mulher. Um romance feminino, caloroso, encantador e único.
Adorei esta leitura e quem me dera ter uns quantos capítulos mais para ler. Definitivamente, quero perder-me em mais histórias escritas por esta autora.
Recomendo, avidamente!

5 comentários:

°•·.๓คятค disse...

Bom, isto é q foi entusiasmo!
E pelo q vejo tu gostas de romances, portanto toca a dar uma oportunidade à Nora...

verónica disse...

Lol. Este lol deve-se ao comentário da Marta. Claaaro.
Também achei o teu comentário cheio de entusiasmo e de certo modo também fiquei com curiosidade de ler o livro. Lol
E quando deixas um leitor entusiasmado com um comentário, é porque estás a fazer um bom trabalho.
Parabéns =)

Diana Barbosa disse...

Passatempo novo no Refúgio dos Livros:

http://refugio-dos-livros.blogspot.com/2010/10/passatempo-bizancio-o-jogador-de.html

3 exemplares! Toca a participar

Catarina disse...

Reparei que este post é antigo mas acabei de ler este livro ontem e não podia deixar de comentar. A critica tirou-me as palavras da boca, exactamente o que penso sobre ele. Também o recomendo! Adorei a sua critica. Beijinhos

Pedacinho Literário disse...

Obrigada, Catarina! :D
O livro é muito interessante. Super leve e excelente para descontrair, não é? Eu gostei imenso e espero voltar a ler algo da autora. Nunca se sabe!
Fico à espera de outra visita... :)
Beijinhos,
Patrícia

2009 Pedacinho Literário. All Rights Reserved.