segunda-feira, 7 de março de 2011

O Beijo dos Elfos, Aprilynne Pike



Título Original: Wings
Autoria: Aprilynne Pike
Editora: Contraponto
Nº. Páginas: 253
Tradução: Carla Alves


Sinopse:

Laurel é uma jovem de quinze anos diferente — frágil, vegan e amante da natureza — que se muda com os pais para outra cidade.
Integrar-se na nova escola e fazer amigos são questões complicadas para uma rapariga tímida como ela, mas o atraente David ajuda-a a ambientar-se.
É então que acontece algo inexplicável que aterroriza Laurel: diante do espelho, vê surgir sobre os seus ombros uma formas longas branco-azuladas, de uma beleza quase indescritível, como pétalas a pairar no ar junto à sua cabeça — semelhantes a asas.
Para perceber o sucedido, a jovem regressa à sua cidade natal, onde conhecera Tamini, um magnetizante rapaz de olhar cor de esmeralda. Ele parece conhecê-la desde sempre e vai revelar-lhe uma verdade aterradora.
A partir desse momento, Laurel ver-se-á suspensa entre dois mundos e dividida entre dois rapazes igualmente fascinantes, que a atraem em direcções opostas...


Opinião:

Aprilynne Pike, com O Beijo dos Elfos, apresenta um romance de estreia recheado de paixão, subtileza e encantamento. Criando um trio principal exuberante e tão diferente, fica muito fácil para o leitor não só se deixar envolver em toda a trama como, de igual forma, se deslumbrar com todos os toques especiais e únicos que a autora confere a cada personalidade. A juntar a um universo feérico completamente novo daquilo que é esperado, o vício na leitura é quase incontrolável e acometido.

Laurel, de quinze anos, vê a sua vida sofrer uma reviravolta estonteante quando, de um momento para o outro, muda de cidade e passa a ter de frequentar o Liceu. Preocupada em sentir-se bem nesse novo e desconhecido ambiente, ela refugia-se naquilo que mais adora: expor-se ao Sol e à natureza. David, um jovem atraente com quem Laurel partilha a aula de Biologia, na qual pouco entende, rapidamente sente uma necessidade extravagante e incompreensível de se aproximar dela e, quando ambos dão por si, alimenta-se já uma amizade profunda e enraizada. Contudo, quando algo inesperado e completamente fora do comum acontece (colocando de parte que o facto de Laurel apenas comer vegetais e frutos é, dito, normal), Laurel acredita poder encontrar a resposta para o seu problema na imensa e adorada floresta que se estende bem para lá das traseiras da sua antiga casa. É lá que Laurel conhece Tamani, um rapaz de feições perfeitas e olhos perturbantes, que lhe transmite uma sensação de desejo e conhecimento que ela nunca antes havia experienciado, e é com ele que Laurel passa a ter consciência de todas as razões que se encontram por detrás de tudo o que de estranho se tem vindo a passar consigo. Adoptando uma linguagem clara e bastante concisa, com diálogos inteligentes e expressivos, fazendo ainda uso de lendas e mitos como parte informal e certa de toda uma vasta espécie de não humanos, com características delirantes e deliciosas, Aprilynne Pike apresenta ao leitor um livro interessante, delicado e extremamente cativante. Ainda que se possa designar a um público mais juvenil ou jovem-adulto, penso que qualquer curioso pelo mundo das fadas encontraria aqui uma história apelativa e singular.

Foi uma leitura que me agradou e surpreendeu muito pela positiva. Adorei todas as especificidades que a autora criou nas suas personagens não humanas e nas diferenças existentes entre os dois sexos, feminino e masculino, optando ainda por hierarquizar alguns símbolos e componentes naturais que, pelo menos que me lembre, não consigo encontrar em mais livro nenhum. Fiquei ainda rendida a Tamani, uma personagem confiante e apaixonadamente solitária, que acaba por transmitir ao leitor um certo grau de incerteza e curiosidade por saber o que mais ali pode encontrar. Gostei também de David e Laurel, principalmente Laurel, pela sua incredulidade inicial e constante dúvida. Fiquei impressionada com o seu crescimento literário e sinceramente espero observar, no próximo volume a ser lançado a 11 de Março com o título Feitiços, um amadurecimento ainda mais acentuado e adulto. Para finalizar, deixo ainda um comentário bastante positivo no que diz respeito à imprevisibilidade da conduta da história. Gostei de me sentir constantemente surpreendida e perplexa ao ver a narrativa ir por caminhos pouco esperados e diferentes.
O Beijo dos Elfos é um livro que, a meu ver, vai agradar a um público muito vasto do fantástico, dito, mais soft e doce. Com personagens encantadoras e um rumo narrativo bonito, excêntrico e completamente natural, Aprilynne Pike deixa-nos o início de série perfeito.
Gostei muito. 

3 comentários:

Elphaba J. disse...

Ai miga ando doida para encontrar este livro. Não o encontro em lado nenhum para comprar :(

Gostei da opinião fiquei ainda mais curiosa :)

Beijinhos *

Bia Carvalho disse...

Estou louca para ler esse livro, mas pena que ainda não foi lançado no Brasil.

Bjs

d311nh4 disse...

Comprei o meu na Wook esta semana...
Vai para o início da lista depois desta crítica*

2009 Pedacinho Literário. All Rights Reserved.