segunda-feira, 21 de março de 2011

Celestial, Cynthia Hand



Título Original: Unearthly
Autoria: Cynthia Hand
Editora: Saída de Emergência
Nº. Páginas: 285
Tradução: Maria Teixeira Pinto


Sinopse:

No começo há um rapaz entre as árvores...

Clara Gardner descobriu há pouco tempo que é uma sangue-de-anjo. Ter sangue de anjo a correr-lhe nas veias, faz com que fique mais inteligente, mais forte e mais rápida do que os humanos. Significa também, que tem um propósito. Uma razão para ter sido colocada na terra. No entanto, descobri-lo, não é fácil.
As suas visões de um enorme incêndio florestal e de um rapaz atraente que ela não reconhece, levam-na para uma nova escola, numa nova cidade. Quando conhece Christian, o rapaz dos seus sonhos (literalmente), tudo parece encaixar no lugar — e, ao mesmo tempo, fora do lugar. Afinal, existe Tucker, ouro rapaz que apela o lado menos angélico de Clara.
Ela deseja apenas encontrar o seu caminho num mundo que já não compreende. Mas encontra perigos invisíveis e escolhas que nunca pensou ter de fazer — entre a honestidade e o engano, o amor e o dever, o bem e o mal. Quando o incêndio da sua visão finalmente acontecer, estará Clara preparada para enfrentar o seu destino?


Opinião:

Celestial é, sem dúvida, um romance apaixonante e mágico. A leveza e naturalidade com que Cynthia Hand embala o leitor numa deliciosa viagem pelo mundo destes míticos seres angelicais é, simplesmente, maravilhosa e quase impossível de esquecer. Até o mais pequeno dos pormenores é de uma beleza e singularidade espantosas, o que transmite, de forma bastante clara, o cuidado que a autora teve em mostrar, a um leitor acostumado a ler um pouco de tudo num universo de fantasia incrivelmente vasto e diversificado, algo de novo, único e especial.

Clara Gardner tem o aspecto de uma rapariga normal (talvez, com excepção para o seu cabelo indomável), mas a verdade é que tudo nela grita diferente! Por ser sangue-de-anjo, Clara é mais rápida, mais inteligente e mais forte que os humanos e embora nem sempre use esses dons em seu proveito, a verdade é que tem de aprender a viver com eles sem chamar demasiadas atenções para si, o que, por vezes, pode não só ser problemático como praticamente impossível. O mesmo acontece com o seu irmão Jeffrey e com a sua mãe Margaret, uma Dimidius com mais de cem anos. Porém, ser-se sangue-de-anjo também tem as suas desvantagens — Clara tem um propósito, ou seja, uma missão que tem de obrigatoriamente cumprir sem saber bem como, porquê ou quando. Esse propósito aparece-lhe em forma de visão, cada vez mais recorrente à medida que o fatídico momento se aproxima, mas sempre demasiado fragmentado para ser totalmente compreendido. Assim, Clara vê-se obrigada a mudar de casa e a recomeçar uma nova vida numa nova cidade. É lá que encontra Christian, o rapaz que constantemente invade a sua visão e assume-se como o propósito, mas também Tucker, irmão gémeo de Wendy, uma rapariga invisível com quem Clara trava facilmente uma amizade. Será nessa cidade, Jackson Hole, que Clara conhecerá o verdadeiro amor e terá consciência do seu real dever enquanto parte anjo — e será também lá que Clara terá de tomar a decisão mais difícil de toda a sua vida até ao momento.
Pessoalmente, existem dois pontos muito fortes neste livro — primeiro, todas as particularidades que o leitor vai encontrando, ao longo da narrativa, relativas aos anjos; a sua hierarquia e níveis de pureza, os poderes, o desenvolvimento das asas e a aprendizagem do voo, as diferenças entre os anjos ditos bons e os anjos caídos, toda a potencialidade do propósito, etc.. Segundo, a personagem principal, Clara, que, para mim, tem uma força e uma naturalidade humana com a qual o leitor se consegue facilmente identificar, tornando-a assim autêntica. No entanto, penso que praticamente tudo neste livro é positivo. A partir do momento em que Clara muda de cidade, todas as descrições do meio ambiente e da natureza são tão vívidas e conscientes que o leitor praticamente que as consegue visualizar mentalmente. O mesmo acontece com os relacionamentos entre as personagens, as amizades e os amores, que se apresentam com uma naturalidade e simplicidade bastante credível. O ritmo da narrativa é constante, mantendo o leitor preso à trama e em total necessidade de descobrir mais acerca do dia-a-dia de Clara, mas, chegando aos últimos capítulos, a intensidade aumenta de tal maneira que é difícil não suster o fôlego, e apesar de ter ficado muito em aberto — principalmente em relação ao que aconteceu a Margaret e Jeffrey, assim como ao que vai ser do futuro de Clara — acredito que foi o melhor final possível de modo a cativar o leitor a sentir aquela ansiedade louca que o fará devorar o próximo volume logo a partir do momento em que lhe colocar a vista em cima.

Ainda que seja um romance com um trio amoroso visível a partir de cerca de meio do livro e que, para além disso, tenha uma acção algo juvenil que é capaz de atrair um público mais jovem, não tenho dúvidas que os ditos young adults ficarão, de igual forma, surpreendidos e seduzidos pelo mundo que Cynthia Hand nos apresenta neste seu romance de estreia. Gostei da sua escrita subtil e pessoal, fácil até, e dos pontos humorísticos encontrados aqui e ali. Admiro o poder que as suas personagens exercem no leitor, uma atracção irresistível, e a forma como o conduzem por todo um mar de emoções e sentimentos, mas, principalmente, fiquei incrivelmente satisfeita e preenchida com a sua inegável criatividade e imaginação.
Celestial é um livro extraordinariamente intenso e apelativo. Um romance que irá agradar não só aos apaixonados pelo tema como também a qualquer regular leitor de fantasia ou romance. Uma história que vale a pena ler, não só pelo seu lado humano como pelo incrível poder angelical.

7 comentários:

AMB disse...

Oi, tens um Meme lá no meu cantinho Books

Liz disse...

Obrigada pelas opiniões e sugestões literárias!
Tomei a ousadia de lhe lançar um desafio lá no meu blog.

MariaAna disse...

A M E I !

Anime Girl and Friends disse...

Mas, Celestial é o 1º livro de um coleção ou é um só livro em separado? Eu nunca sei.

Pedacinho Literário disse...

Anime Girl,

"Celestial" é o primeiro volume de uma série de três ou quatro livros, ainda não há bem certezas.

susana disse...

Gostava de saber como se chama o proximo livro da colecção celestial e quando sai?

Pedacinho Literário disse...

Susana,

Ainda não existe qualquer previsão de lançamento ou título em português para o segundo volume desta autora uma vez que, se não estou em erro, a autora ainda se encontra em processo criativo. :)

2009 Pedacinho Literário. All Rights Reserved.