segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Vínculo de Sangue, Patricia Briggs



Título Original: Blood Bound
Autoria: Patricia Briggs
Editora: Saída de Emergencia
Nº. Páginas: 284
Tradução: Manuel Alberto Vieira


Sinopse:

Mercy tem amigos em lugares estranhos e sombrios. E agora deve um favor a um desses amigos: o vampiro Stefan precisa das capacidades de metamorfose de Mercy para entregar uma  mensagem a um vampiro recém-chegado à cidade. O que Mercy não sabe é que este novo vampiro tem um segredo: na verdade é um feiticeiro possuído por um demónio prestes a lançar o caos na cidade. Depois de várias tentativas da comunidade paranormal para destruir a criatura, Mercy vê-se envolvida na refrega: embora os seus amigos vampiros e lobisomens sejam mais fortes do que ela, são as suas habilidades especiais que poderão salvar a todos. E quando descobre a verdade sobre essas habilidades, Mercy vai aprender muito sobre o seu passado e os lobisomens que a criaram...


Opinião:

Mercedes Thompson demonstra ainda mais garra e determinação em Vínculo de Sangue do que no primeiro volume desta série, O Apelo da Lua (opinião aqui). Ela é destemida, uma guerreira instintiva, corajosa e tudo mais que um lobisomem dominante poderia querer que ela não fosse. Em vez de se dedicar exclusivamente à mecânica, Mercy recebe todo o tipo de trabalho e perigo de braços abertos, lutando com uma força e serenidade impressionantes. Em vez de fugir ao mistério, deixar que outros mais fortes e experientes tratem do assunto por ela, Thompson reúne todos os seus atributos humanos e metamorfos e atira-se de pés e cabeça na resolução do problema. E é isso que torna esta série tão maravilhosamente viciante: com uma personagem principal feminina de fazer inveja a qualquer homem (e mulher), que a todo o desenvolvimento sofre um crescimento constante e que, embora metade coiote, facilmente consegue transmitir uma sensação de familiaridade e veracidade para o leitor, que de outra forma seria esperado encarar esta série?

Quando finalmente parece que tudo está a voltar ao normal, Mercy recebe uma chamada de Stefan, o seu amigo vampiro, a cobrar-lhe um favor. Ele pede-lhe que Mercy o acompanhe, na sua forma de coiote, como testemunha enquanto vai entregar uma mensagem a um vampiro novato que, “ilegalmente”, entrou na cidade. O que Mercy não sabe é que esse tal vampiro não é somente uma sanguessuga violenta. Littleton é igualmente um feiticeiro e para piorar ainda mais o cenário, é um feiticeiro possuído por um demónio. As consequências da chegada deste malfeitor são catastróficas. Arrastando violência e dor consigo, a única forma de o deter é matando-o, só que o problema reside aí mesmo. Os lobisomens não podem interferir uma vez que todos os seus instintos dominadores só iriam jogar contra eles. Os vampiros colocam-se na sombra pois, visto Stefan ter sido apanhado de surpresa na sua última visita à companhia Littleton, mais ninguém da sua espécie se mostra disposto a correr o mesmo risco. Infelizmente, também os seres feéricos se encontram limitados na disputa de poder para com feiticeiros possuídos ... assim como as bruxas. Logo, Mercy acaba por ser a única esperança para pôr termo a toda uma crueldade e devastidão incontrolada, ainda que a menos desejada para tal.
A juntar-se a toda a acção em busca de uma solução permanente para Littleton, Mercy vê-se ainda confrontada com os seus duvidosos sentimentos em relação a Adam, o Alfa que salvou em O Apelo da Lua,  e Samuel, uma antiga paixão que a deixou de rastos. A juntar-se a estes dois, fica ainda a sensação de um terceiro elemento proibido, vampírico e deliciosamente tentador. Apesar de o romance ser deixado para último plano, não creio que este faça falta à narrativa ou que, de alguma forma, a faça perder intimidade ou sentimentalismo. Muito pelo contrário, penso que desta forma o leitor tem um mais fácil acesso a uma obra verdadeiramente adulta, com todas as nuances necessárias de suspense, mistério e crime, e que assim o agarra de uma maneira mais pura e intuitiva. O que faz as páginas avançarem é a intensa curiosidade pela descoberta do desfecho da história – irá Mercy superar todas as adversidades colocadas no seu caminho? Estarão todos os seus amigos a salvo deste vampiro/feiticeiro/demónio? Irá algum deles conseguir trazer alguma paz de espírito e desfecho aos habitantes de Tri-Cidades?

Patricia Briggs já me agarrou por completo à sua escrita e, principalmente, à sua personagem de eleição. Senti-me rendida a Vínculo de Sangue desde a primeira página folheada e confesso que, apesar de ser uma obra de fantasia urbana excelente ainda que, para muitos, não tenha o romance suficiente (aspecto em que discordo), nunca pensei que fosse capaz de me deixar loucamente viciada. E a verdade é que deixou.
Com uma escrita incrivelmente fluída, simples, atenta aos pormenores, com diálogos muito bem estruturados, Vínculo de Sangue é um segundo volume que vem deixar grandes expectativas para o seu próximo volume, Beijo de Ferro. O que me leva a um dos aspectos que acho mais interessantes nesta série; enquanto que O Apelo da Lua se dedicou, quase que por completo, a problemas relacionados com os homens lobo, Vínculo de Sangue sobe a um completo outro nível fazendo-se sobressair pelo investimento nos vampiros e nas suas peculiaridades. Assim, será que é possível afirmar que, Beijo de Ferro, nos irá surpreender com pormenorizadas aventuras feéricas? Esperemos que sim!
Novamente, esta é uma série em que tanto o público jovem como o público adulto deveria de investir. Dificilmente se sentirão desmotivados ou perdidos na escrita de Patricia Briggs, e o facto de estarmos perante uma heroína talentosa e sofisticadamente divertida deveria de ser o suficiente para fazer o leitor ávido de fantasia urbana correr até à livraria mais próxima à procura deste fabuloso mundo. Acreditem mesmo quando digo que não se irão arrepender. 

6 comentários:

Thannya disse...

Excelente opinião. "Vínculo de Sangue" é mesmo uma tentação.

Ainda bem que finalmente - finalmente pois demorou algum tempo a chegar à livraria local - consegui adquirir o livro. Amanhã vou começar a ler a nova aventura de Mercy.

Bjs ;)

Pedacinho Literário disse...

Oh Thannya, ainda bem que finalmente tiveste acesso a este livro. Vou aguardar ansiosamente pela tua opinião. Achei "Vínculo de Sangue" ainda mais cativante e apelativo que "O Apelo da Lua", coisa que não julgava ser possível!

Beijinhos :)

Érica disse...

Ola..
Gostei muito dos dois livroa e estou anciosa por poder ler ´BEIJO DO FERRO`, esta escritora tem sinplesmente muita criatividade ao escrever e cativa qualquer leitor que goste do subnatural...

ÉRICA...

Juanitah Nunes disse...

Mais uma colecção cujas capas nunca me levaram a comprar.. o meu pensamento foi :"lobisomens? vampiros? fadas? fantasmas? tudo num so' livro? it's too much"... entretanto a bertrand lançou aqueles dois maravilhosos packs.. e eu como ate' queria ler a saga wicked lovely, aproveitei! devorei os 2 livros da mercy em dois dias!!!!!! e trouxe "o beijo do ferro" para casa mal saiu.. li.. e amei!! e' que no meio de tanta fantasia, conseguimos vislumbrar situações do quotidiano e apreciar a força da Mercy.. ahh.. e ela finalmente escolheu.. e escolheu quem eu queria :D

Pedacinho Literário disse...

Miga, confesso que inicialmente também fiquei de pé atrás com os livros da Briggs mas bem... assim que li o primeiro foi amor à primeira vista. eheheh Ainda não li o "Beijo de Ferro", está na pilha, será em breve leitura do momento, mas já estou a ver que ela não escolheu quem eu queria ..... :(

Juanitah Nunes disse...

miga não vou te vou estragar o final =X

2009 Pedacinho Literário. All Rights Reserved.