sábado, 22 de janeiro de 2011

O Beijo da Meia-Noite, Lara Adrian



Título Original: Kiss of Midnight
Autoria: Lara Adrian
Editora: Quinta Essência
Nº. Páginas: 372
Tradução: Filipa Aguiar


Sinopse:

A Raça vive entre a humanidade há milhares de anos, mantendo uma paz provisória baseada no sigilo, no poder e na justiça feita pelos formidáveis guerreiros da Ordem.

Mas agora está prestes a começar uma guerra de sangue dentro da Raça. Os vampiros estão a tornar-se Renegados em cada vez maior número, alimentando-se indiscriminadamente, matando humanos nas ruas. Cabe à Ordem parar a propagação da ameaça de dominação dos Renegados – e, ao fazê-lo, cada um dos guerreiros será forçado a enfrentar os seus demónios, os seus segredos mais obscuros, os seus medos mais profundos. Alguns conhecerão o triunfo, outros a perda, mas cada guerreiro pode contar com uma coisa: o amor, quando o encontra, vem muitas vezes no pior momento possível, com a mulher menos provável... e fará ajoelhar cada um desses poderosos machos.


Opinião:

Com uma inteligência soberba, Lara Adrian apresenta-nos, com o primeiro volume de uma série que promete surpreender e viciar, uma história de vampiros guerreiros com um toque muito próprio e especial. Ainda que não seja uma temática totalmente nova para o leitor mais atento, O Beijo da Meia-Noite é, no mínimo, um livro generosamente cativante, de ávida leitura e deliciosos pormenores.

Gabrielle Maxwell é uma fotógrafa dedicada que, apesar de encontrar o verdadeiro reconhecimento um pouco tarde, não consegue entender o porquê de somente fotografar locais desertos, algo degradados, e desprovidos de vida humana. E é quando conhece Lucan Thorne, um homem alto e incrivelmente atraente que a faz sentir coisas impossíveis de descrição, que Gabrielle encontra uma explicação para algumas das suas peculiaridades excêntricas e incompreendidas. Por seu lado, Lucan Thorne, um homem acostumado a sarificar toda a sua existência à matança de Renegados e à solidão, dedicando assim a sua vida à Raça e à coordenação e liderança da Ordem dos Guerreiros, vê em Gabrielle um fruto proibido que, por muito que tente esconder, evitar ou se auto-repreender, simplesmente não consegue largar, viciando-se por completo tanto no corpo dela como na sua mente, destreza e personalidade vincada. Numa terceira perspectiva, encontramos um vampiro poderoso, inteiramente misterioso, e cujos planos vão muito para além do controlo dos Renegados, alastrando-se à destruição de toda a Ordem e ao controlo do Mundo. Com personagens tão cativantes, imprevisíveis, apaixonantes e fortes, é impossível resistir a um romance sobrenatural recheado de acção, sangue, erotismo e companheirismo. Fazendo uso de uma escrita sensual, inteligente, expressiva e atenta aos detalhes, Lara Adrian dá-nos um Beijo da Meia-Noite capaz de fazer devorar página atrás de página e no final chorar por mais. Os Guerreiros são esplêndidos, com personalidades variadas e distintas. A mulher em cena é fantástica, forte, convicta das suas ideias e daquilo que verdadeiramente quer. E o romance descrito entre os dois personagens é magnificamente perfeito, deleitando o leitor e superando, inclusive, as expectativas.

Adorei ler este livro. Uma excelente aposta por parte da Quinta Essência que, uma vez mais, não desilude na escolha dos romances femininos, deixando nós, suas leitoras, sequiosas por mais. Com lançamento agendado para 26 de Janeiro, O Beijo da Meia-Noite é um livro a não perder e Lara Adrian uma escritora a seguir bem de perto. Diverti-me imenso com a história, nos momentos alegres, nos tristes, nos de intenso suspense e, até mesmo, nos de eterno terror. As características que Lara adiciona aos vampiros, para além das que já conhecemos, a forma como explica o seu aparecimento na comunidade humana, passando pelos seus mecanismos de alimentação, acasalamento, defesa, etc., e a designação e comportamento esperados das Companheiras de Raça, mulheres marcadas à nascença e cuja função é unirem-se a um macho por forma a gerar vampirinhos, são de uma categoria extrema.
Um livro sedutor, intenso e viciante. Uma leitura poderosamente estonteante.
Gostei muito e, por isso, recomendo.  

7 comentários:

Náh disse...

Sua resenha realmente me conquistou! Quero muito ler! Adorei!
Vampiros guerreiros? Imagina só!
Dica anotada!
Bjus,
Náh

°•·.๓คятค disse...

Depois de ler a opinião da Elphaba sobre este livro, fiquei c mta vontade de o ler!...
Agora a tua vem-se juntar à dela, p me dixar ainda c mais vontade e curiosidade...

Cm nunca li nada do género, apesar de haver vampiros por td o lado, gostava q o 1º livro q lesse c estes seres enigmáticos fosse p ficar c vontade de repetir a experiência, se calhar está aqui uma boa aposta, resta-me haver oportunidade e tempo...

Bejinhu ;)***

Pedacinho Literário disse...

Este livro é muito bom e lê-se num instante. Nem se dá pelo passar das páginas nem das horas. :) Gostei imenso e recomendo vivamente.

Beijinhos!

Luisa disse...

Eu ja li o livro e adorei de todas as formas pela historia em si e pela forma como a escritora escreve e concordo que não damos pelo passar das folhas. Lu

Mac disse...

vampiros guerreiros, mas ao estilo da irmandade da adaga negra?

Pedacinho Literário disse...

Mac, sim ... um pouco ao estilo da irmandade da adaga negra. Para mim foi uma mistura de J. R. Ward, S. Kenyon e Kresley Cole.

Mac disse...

bem, apenas ainda não li nada da Cole, mas das outras sim, bem se é essa mistura acho que vou ler, obrigado :)

2009 Pedacinho Literário. All Rights Reserved.