sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Murmúrios da Morte, Simon Beckett



Título Original: Whispers of the Dead
Autoria: Simon Beckett
Editora: Editorial Presença
Coleccção: Minutos Contados
Nº. na Colecção: 31
Nº. Páginas: 279
Tradução: Lucinda Santos Silva


Sinopse:

David Hunter, o antropólogo forense que protagonizou os romances A Química da Morte e Escrito nos Ossos, regressa aos Estados Unidos numa tentativa de se afastar dos acontecimentos sombrios que lhe perturbam o espírito. Mas, na famosa Quinta dos Cadáveres, acompanhado pelo seu antigo mentor, espera-o um dos maiores desafios da sua carreira profissional. Numa cabana nos bosques é encontrado um corpo cujo estado de decomposição aponta para uma morte ocorrida há pelo menos seis dias. Porém, a quantidade de sangue no local e o facto de a vítima ter os membros amarrados sugerem que ainda estaria viva quando a cabana foi alugada, cinco dias antes. Depressa a investigação conduz a outro corpo em condições semelhantes, tornando-se claro que a equipa enfrenta um assassino em série para quem as técnicas forenses são perigosamente familiares. À medida que o perigo e a tensão aumentam, será David capaz de decifrar o quebra-cabeças ou terá enfim encontrado um rival à altura?


Opinião:

Murmúrios da Morte foi a minha primeira experiência dentro do género policial forense. Uma muito agradável surpresa, confesso.

Simon Beckett escreveu uma obra que, por variados momentos, nos faz relembrar episódios das séries CSI: Crime Sob Investigação. Com uma realidade cruel, ele descreve uma história passível de ser real, intima e perturbante. O leitor sente-se impulsionado a devorar página atrás de página, sequioso pela descoberta do verdadeiro assassino e do mordaz motivo que o levou a cometer tamanhas atrocidades. No entanto, trata-se de um tipo de livro especial – aquele tipo que, embora se defina como leitura compulsiva, deve ser apreciado, saboreado, lido com calma e deleite, por forma a captar toda a sua essência, pois é uma obra que retrata todos os indícios básicos humanos e que se transpõe para lá do compreensível.

Uma leitura que foi do meu inteiro agrado. Não muito pesada, tampouco muito leve, com uma escrita fluida, quase cinematográfica, narrada na primeira pessoa de maneira a transmitir claramente aquilo que a personagem principal, David Hunter, sente, vê, cheira e ouve. Com um assumido e elevado nível de suspense, capta rapidamente a atenção. Contudo, e na minha opinião pessoal, peca num aspecto: talvez por culpa minha, houve momentos na narrativa em que perdi o fio à meada, em que me senti algo confusa. Certos sentimentos da personagem principal, nomeadamente o que diz respeito ao seu passado e que, obviamente, foi retratado nos volumes anteriores, não estavam, uma vez mais, na minha opinião, suficientemente fundamentados; ou seja, para quem não leu A Quimíca da Morte e Escrito nos Ossos e, pela primeira vez, se aventura na escrita de Simon Beckett com o seu livro Murmúrios da Morte, não conhecendo desse modo o seu passado, não vai compreender na sua totalidade a angústia sentida pela personagem e muito menos o que a move (ou deixa de mover). É uma pena pois teria sido uma leitura ainda mais apreciada e completa se alguns desses factores estivessem mais detalhadamente explicados. Porém, e dou ênfase ao que se segue, isso não impossibilita, de todo, a compreensão da narrativa descrita nesta obra.

Assim, apenas me falta dizer que, com a leitura deste livro, fiquei com real vontade de ler os dois volumes anteriores. Já antes tive o prazer de conhecer outras colecções da Editorial Presença, nomeadamente Vidas d’Escritas e Lado B, e após me iniciar nesta série com minutos contados, facilmente posso afirmar que, sem dúvida, é uma colectânea de lançamentos a seguir. 

3 comentários:

Landslide disse...

Fiquei bastante curiosa para ler... Parece ser mesmo o tipo de livro que vou adorar! Vou adicionar os três à lista de compras.

Pedacinho Literário disse...

É um livro mesmo muito bom, Landslide.
Recomendo avidamente. x)

v_crazy_girl disse...

Policial também não é o meu estilo mas fiquei deveras curiosa com esta tua opinião!

Bjs*

2009 Pedacinho Literário. All Rights Reserved.