quarta-feira, 31 de março de 2010

Casamento de Conveniência, Madeline Hunter




Título Original: By Arrangement
Autoria: Madeline Hunter
Editora: ASA
Nº. Páginas: 352
Tradução: Ana Nereu


Sinopse:

Lady Christiana Fitzwaryn está apaixonada. Infelizmente, o seu futuro marido não é o homem dos seus sonhos mas sim um perfeito desconhecido, com quem o próprio rei Eduardo negociou o enlace. Sobre este homem, Christiana apenas sabe tratar-se de um mero mercador plebeu. Não estava, pois, preparada para o primeiro encontro: David de Abyndon revela ter um carisma extraordinário e nutre uma indiferença desconcertante em relação ao estatuto social dela. Para sua grande surpresa, é a aristocrata quem se sente perturbada na presença daquele homem de enigmáticos olhos azuis.
Por seu lado, David guarda uma dor secreta. Como pode confessar a Christiana que há mais naquele casamento do que aquilo que salta à vista? Como pode falar-lhe do seu acordo com o rei? Conseguirá convencê-la de que o amor que ela procura não se encontra no cavaleiro com quem ela sonha mas sim nos seus braços?
É que David pode ter-lhe comprado o corpo mas, no negócio, ter perdido para sempre o seu coração.

Opinião:

Já leram algum livro de Madeline Hunter? Porque se já, não se vão desiludir com este Casamento de Conveniência; se não, por favor corram às livrarias à procura de um dos seus romances: Jogos de Sedução, As Regras da Sedução e este magnífico Casamento por Conveniência, os três trazidos até nós pela ASA.

Christiana Fitzwaryn, além de se encontrar sob a custódia do rei, ser órfã e também demasiado velha para casar, é aquele tipo de rapariga inocente que desconhece por completo os custos e a sabedoria da vida. De um momento para o outro, Christiana vê-se arrancada dos braços daquele que ama e entregue a um homem desconhecido, recheado de mistério, segredos e de uma paixão louca. Tentando ao máximo persuadir David de Abyndon, um respeitável comerciante de profissão, a retirar ou negar a proposta de casamento entregue ao rei, Christiana vê-se obrigada a permanecer apaixonada por um homem que a abandonou e desconfortável com um outro homem que exerce um tipo de desejo provocador que ela nunca antes sentira ou soubera descrever e identificar. Revoltas, ameaças, falsos duelos e guerra preenchem muitas páginas assim como a paixão, o amor e o desejo que Christiana e David sentem um pelo outro.

Gostei imenso deste livro. Aliás, dos três, considero este o meu preferido. Recordo-me da personagem de Hayden, em As Regas da Sedução, me ter fascinado por completo mas David consegue igualá-lo se não mesmo superá-lo. E Christiana não se fica atrás. A sua inocência e destreza são descritas e demonstradas de uma maneira muito subtil e deliciosa e a relação dos dois, à medida que se vai intensificando, é sublime.
Podemos esperar deste livro o mesmo que dos outros dois. Descrições eróticas detalhadas, repletas de paixão e sentimentos. Injustiças e súbitas mudanças de planos que surpreendem o leitor que, nem por sombras, está à espera de ler aquilo a acontecer. Personagens fortes, carismáticas, de poder, apresentadas tanto no seu lado bom como no seu lado mau. E, acima de tudo, um muito bom descrever da época em questão.

Adoro esta autora por tornar tão fácil e involuntária aquela sensação de vivência dos personagens no leitor. O modo de escrita de Madeline Hunter é simplesmente maravilhoso e fascinante. A forma como expõe os conflitos internos dos personagens e descreve os seus sentimentos é de suster o fôlego. Se tiverem oportunidade de experienciar a leitura de um dos livros de Madeline Hunter, por favor façam-no.

3 comentários:

Devorador de Livros disse...

Nunca li nada desta autora, pois não gosto das capas que me parecem destinadas às leitoras do que aos leitores, mas as tuas últimas palavras, já me convenceu que devo experimentar esta autora. E além dito, as capas costumam ser enganadoras.
Boa páscoa para ti e para os teus que te são mais queridos.

Lia disse...

A tua critica esta muito boa. Este foi o primeiro livro que li da autora. E adorei. Fiz uma critica muito diferente no meu blog. Passa la. Beijinhos..

Carla disse...

Adorei ler os dois primeiros livros traduzidos de Madeline Hunter: «Regras de Sedução» e «Jogo de Sedução», fiquei maravilhada com o modo de escrever e com a facilidade com que se entra na história e não se quer sair, são romances históricos maravilhosos.
Ainda não li este livro apesar de já o ter, sinceramente estava com medo de me desiludir, mas sendo assim será a minha próxima leitura.

P.S. Descobri hoje este espaço e amei muitos parabéns, prometo que virei aqui muitas vezes...

BOAS LEITURAS

2009 Pedacinho Literário. All Rights Reserved.